quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco

Hoje venho dar-vos a conhecer o novo Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco! Acho a abertura desde centro cultural uma boa aposta, pois é um local onde se vão poder ver obras de arte que normalmente não tinham espaço na cidade... é verdade que temos outros museus (mais pequenos) e outros motivos de interesse, mas aqui junta-se o útil ao agradável, tem três pisos com salas de exposição, um auditório e uma pista de gelo (que ainda não sei se foi a melhor aposta para preencher o espaço...).


Foi inaugurado no dia 13 de Outubro mas, eu só fiz a minha primeira visita uma semana depois... Durante um ano vai ter a exposição Arte Latino Americana, da Coleção Berardo, esta exposição é composta por várias obras de artistas da América latina, como Diego Rivera, Emílio Di Cavalcanti e Roberto Matta. Está dividida por países e contém obras que, estão em exposição pela primeira vez em Portugal. Penso que para Castelo Branco, um ano com a mesma exposição será um pouco demais, mas pronto depois há-de vir o Verão e os emigrantes podem ainda aproveitar a exposição...

Agora... a pista de gelo... abriu para a inauguração e depois... "ah ainda não pode estar a trabalhar em pleno", não percebo... no inicio é capaz de fazer algum sucesso de gerar algumas idas ao hospital!!! Mas, na minha opinião, o que vai ditar o sucesso ou não, vão ser as condições que oferecem... o custo, se alugam os patins ou não... e pelo que vi e percebi ainda ninguém tem grande noção das condições de funcionamento.



Ao nível da exposição, a mim não foi a exposição que mais me fascinou, depois de algumas coisas que vi por Lisboa, sendo algumas da Coleção Berardo... ao nível do edifício achei bonito, mas o namorido não conseguiu parar o arquiteto que há nele (nem ao fim-de-semana!) e lá expôs algumas falhas técnicas... como não terem tapado as fichas elétricas, nalgumas salas havia muitas fichas mesmo por debaixo dos quadros (é coisa que não me lembro de ver no CCB, mas pronto, já se gastou muito dinheiro para agora ir tapar paredes novas com pladur...), mas gostou dos vidros das janelas e ADOROU as escadas pintadas de vermelho e os degraus que não chegam a tocar na parede e emitem uma luz, parece que as escadas estão suspensas! Outra coisa, que ele não gostou foi da sala do segundo piso, pois há uma "rampa", segundo o namorido "dava um bom escorrega para os miúdos se aleijarem", os acabamentos não estavam perfeitos e por isso já começava a sair um pouco do contorno de um passadiço que leva ao terceiro piso. As guardas do passadiço eram de vidro curvo, que parece custam mesmo muito dinheiro e uma já estava partida!!! 

Agora a minha opinião, sobre o segundo piso... eu gostei muito desta sala! É ampla, tem uma clarabóia que dá muito luz natural(que o namorido também gostou), quando estamos a subir para o terceiro piso há uma janela retangular, fininha, que nos dá uma vista sobre a biblioteca... eu até gostei!

No terceiro piso há a entrada para o auditório, uma cafetaria que mais vazia não podia estar e uma vista sobre a cidade (Castelo, Torre do Relógio...) muito bonita!

Acho que deviam ter as informações das obras de arte em mais uma língua... mesmo que não fosse inglês, que fosse espanhol, pois Espanha é já ali ao lado e no dia que fiz a minha visita até havia espanhóis mas, as informações estavam todas em português!

Uma coisa que não gostei mesmo foi de terem dado dois nomes ao centro!!! Ou seja quando estamos a entrar vemos por cima da porta de entrada CCCB e na parede do lado direito de quem entra podemos ler Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, quer dizer há 4, Q-U-A-T-R-O C's, acho que era um erro que podiam ter evitado... "Há, depois não ficava centrado!" Pois é temos pena, tivessem pensado nisso! Agora faltar um C acho mesmo muito mal.... e aquele edifício mesmo em frente da entrada estar cheio de fios e a marca de uma escadaria... não acho nada bonito de se ver...



Outra coisa que não está a apaixonar os albicastrenses é a escultura que está na rua... das pessoas com que falei ninguém gosta, já lhe ouvi chamar muitos nomes pouco simpáticos, acho que podiam ter tido o cuidado de escolher alguma coisa que pudesse agradar mais aos albicastrenses, pois acho (na minha singela opinião) que se é nosso, se é a primeira vez que temos, devia ser uma coisa mais do nosso agrado, com o qual as pessoas se identificassem mais... mas também percebo que seja para mostrar e dar a conhecer que existe mais do que conhecemos (já estou a divagar...)



Resumindo, concluindo e baralhando... vale a pena conhecer, nem que seja para ter opinião própria!

Xiii escrevi tanto!!! Bem mas tinha de ser, porque o Centro também é muito grande =)

3 comentários:

  1. vale a pena conhecer pela tua descrição :)

    ResponderEliminar
  2. ai Castelo Branco Castelo Branco ... linda cidade ... faz parte do meu mundo ... nasci na Covilhã :)

    ResponderEliminar